Sejam bem vindo ao Blog Terapia Ocupacional de São José do Rio Preto - SP.

Pryscilla Mychelle da Silva Paula
Terapeuta Ocupacional e Terapeuta da Mão

Contato

Minha foto
São José do Rio Preto, SP, Brazil
Consultório de Terapia Ocupacional / Terapia da Mão (17) 3033-2430 / (17) 99716-8201 - Georgina Business Park - Rua Benedito Rodrigues Lisboa, n° 2675, bairro Jd Vivendas - São José do Rio Preto - SP / pryscilla@gmail.com

terça-feira, 22 de abril de 2014

Gravidez e gatos: existe perigo nesta relação? Mitos e verdades.


Pessoal, muitas pessoas acham que  grávidas não podem nem encostar em gatos, que assim correm risco de toxoplasmose. Mas afinal de contas o que tem de verdade e exagero nesta história?
Para tirar todas as dúvidas foi entrevistada a ginecologista  Dra Mariana Amora Cocuzza CRM 100748 Ginecologista e Gabriela Toledo, veterinária, presidente da Ong PEA e que teve um filho há pouco tempo rodeada de gatos (como vcs podem ver nas fotos).

A Dra Mariana explicou que “A toxoplasmose é uma infecção causada pelo parasita Toxoplasma gondii. É uma doença que costuma passar despercebida em pessoas sadias, mas é grave em pacientes imunossuprimidos e nas grávidas.”
O risco da toxoplasmose na gravidez ocorre naquelas mães que nunca tiveram contato prévio com o parasita, possuindo sorologia negativa para toxoplasmose. Estas são as gestantes sob risco, pois a toxoplasmose congênita ocorre quando mulheres adquirem o Toxoplasma durante a gravidez.
Muitas pessoas associam toxoplasmose a gatos. Por quê? Os gatos são os únicos animais que, se contaminados com o Toxoplasma, passam a eliminá-los na fezes, servindo como fonte para contaminação do meio e de pessoas. Nos outros animais, o parasita fica alojado e adormecido nos músculos, motivo pelo qual a ingestão de carnes cruas é o principal fator de risco para contaminação pela toxoplasmose.
A veterinária Gabriela Toledo esclarece:
Apenas 1% dos gatinhos transmite a toxoplasmose e, para isso, eles precisam estar doentes e, principalmente, na fase de eliminação dos oocistos. 

Para que você se contamine com o toxoplasma, você precisa comer a forma infectante, que nada mais são que os ovinhos germinados presentes nas fezes do gato contaminado. Ou seja, você precisa que as fezes do gato tenham contato com sua boca. E tem mais, as fezes do gato infectado precisam ter contato com sua boca depois de 48 horas que o gato tenha defecado, caso contrário, os “ovinhos não germinam” e o ciclo não se completa!
Para que não reste dúvidas, Dra Mariana, ginecologista, elaborou esta lista de cuidados que as gestantes devem ter:
  1. Sempre lave bem frutas e verduras, especialmente se vai consumi-las crua
  2. Certifique-se de cozinhar bem todas as carnes, já que o parasita pode ser encontrado em carnes cruas ou malpassadas. Lave bem as mãos depois de mexer em carnes cruas. 
  3. Se você gosta de mexer com plantas no jardim, é sempre bom usar luvas e depois lavar bem as mãos, já que pode haver contato com fezes de gatos no solo. 
  4. Peça alguém para limpar diariamente a caixinha de areia com fezes do gato. Tente não entrar em contato com as fezes do felino.
  5. Alimente-o apenas com rações; nunca deixe-o comer carne crua.
  6. Evite deixar o gato sair de casa, para que ele não corra o risco de contrair o parasita. Portanto, grávidas que tem gatos podem manter o contato normalmente com os animais, seguindo as orientações acima e sempre lavando as mãos após estarem com eles.
Fonte: Blog da Luisa Mell

Nenhum comentário:

Postar um comentário