Sejam bem vindo ao Blog Terapia Ocupacional de São José do Rio Preto - SP.

Pryscilla Mychelle da Silva Paula
Terapeuta Ocupacional e Terapeuta da Mão

Contato

Minha foto
São José do Rio Preto, SP, Brazil
Consultório de Terapia Ocupacional / Terapia da Mão (17) 3033-2430 / (17) 99716-8201 - Georgina Business Park - Rua Benedito Rodrigues Lisboa, n° 2675, bairro Jd Vivendas - São José do Rio Preto - SP / pryscilla@gmail.com

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Avaliação da força manual


Avaliação da força manual

A principal função da mão é manipular objetos com movimentos coordenados dos dedos, usando a pinça e a preensão. A pinça é realizada entre os dedos e o polegar para pegar objetos pequenos, já a preensão é feita com todos os dedos juntos em um objeto. A diminuição da função da mão pode ocorrer pela perda das forças de pinça e da preensão.
Existem vários dispositivos para avaliar várias partes da mão, como força, sensibilidade, coordenação motora fina, amplitude de movimento articular, edema, dor. Aqui vamos comentar sobre a avaliação de força da mão.
A força manual é avaliada através do dinamômetro. Existe um dinamômetro para a pinça e um para a preensão da mão. A média da força de preensão e pinça se dá em quilogramas no Brasil, e a força varia entre os países, entre os sexos feminino e masculino e entre a mão dominante e não dominante.
Em nosso país, a média da força de preensão da mão dominante masculina é de 44 kg e da feminina é de 31 kg. Já a média da mão não dominante normalmente é de 3 a 4 kg a menos, em ambos os sexos.
Na medida da força de pinça, a média da mão dominante masculina é de até 9 kg e da feminina 6 kg. Nesta medida, realiza-se com três tipos de pinça, sendo colocado aqui o maior resultado entre os três tipos.
Para resultados mais fidedignos no tratamento de reabilitação da mão e principalmente para publicação em artigos, usa-se estes dois tipos de avaliação de força. Assim o terapeuta ocupacional, paciente e o médico podem analisar a evolução do tratamento.

Visite tb:
www.cirurgiadamaoriopreto.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário